Sobre Concórdia

A Concórdia é uma das maiores e mais tradicionais corretoras de valores do país, há mais de 30 anos oferece serviços financeiros de qualidade para clientes em todo o Brasil e também no Exterior.

9 Comentários

  1. Rogério

    Boa tarde!
    Excelente matéria!
    E no caso de comprar um apto na planta, promessa de entrega em 24 meses, depois de entregue o valor agregado compensa?
    Grato.

    Responder

    1. Olá Rogério!

      Para saber se investimento será interessante você precisará pesar alguns fatores:

      1. Após os 24 meses qual será seu objetivo? Vendê-lo para ganhar com uma eventual valorização ou aluga-lo para uma renda recorrente? É importante lembrar que as taxas de vacância vêm batendo recordes desde o ano passado e a crise econômica fez com que o estoque de imóveis disponíveis aumentarem, puxando os preços e o poder de negociação dos proprietários para baixo. Ou seja, alugar ou vender por um bom preço tem ficado cada vez mais difícil.

      É importante considerar também que quando o imóvel for entregue, serão diversos vizinhos prontos ao mesmo tempo, aumentando a concorrência direta para aluguel e venda;

      2. A localização do imóvel pode agregar um valor interessante para sua valorização? Em alguns casos se o imóvel não estiver em um bairro com boa infraestrutura mesmo após a entrega o valor não pode compensar o investimento, existe o risco da valorização simplesmente não acontecer;

      3. Imóveis na planta sempre envolvem mais riscos (por isso o preço é mais atrativo) a construtora pode atrasar a entrega ou disponibilizar o imóvel com muitas pendencias, o que irá deixará seu capital parado sem render por um tempo indeterminado. Além de força-lo a cobrir despesas de condomínio e IPTU enquanto não venda ou aluga.

      Como apresentamos no post há muitas opções de aplicações no mercado financeiro que tem superado (e bem) a inflação trazendo ganhos reais. Sem considerar a previsibilidade de liquidez que é possível ter com os investimentos (diferente dos imóveis que levam um tempo não previsível para serem vendidos ou alugados).

      Que tal bater um papo com mais detalhes com os nossos especialistas de investimento? Você pode entrar no nosso site http://www.concordia.com.br e clicar no chat online e falar em tempo real com um deles ou enviar um e-mail para atendimento@concordia.com.br.

      Será um prazer te ajudar nessa decisão!

      Abraço!

      Responder
  2. Oswaldo Silva

    Tenho 59 anos, aposentado e solteiro. Moro atualmente em um apartamento próprio avaliado em 280.000.Pretendo me mudar para outro apartamento maior avaliado em 400.000. Atualmente possuo 200.000 em CDB 98%, o que me proporciona um rendimento mensal na faixa dos 1.300,00. Este rendimento equivale a um aluguel de um apartamento de 400.000 no bairro que pretendo morar futuramente. Me parece que alugar está sendo mais favorável. É isso mesmo?

    Responder

    1. Oi Oswaldo,

      Exatamente, o raciocínio está correto!

      Investindo essa quantia com essas condições a rentabilidade da sua aplicação será suficiente para cobrir seus gastos mensais com o aluguel do imóvel maior.

      Para você ficar ainda mais tranquilo pode negociar um contrato de aluguel sólido que te garanta que o valor do não suba nos próximos anos, assim, você aproveita ainda mais a rentabilidade do seu dinheiro.

      Com os R$ 280.000 adicionais (resultantes da venda do seu imóvel atual) será possível ter um saldo ainda maior para que você possa continuar ganhando com juros sobre juros, além de pagar seu aluguel ainda irá aumentar seu patrimônio.

      É importante frisar que como não sabemos as condições do seu CDB, não podemos afirmar se você poderá ter resgastes mensais (muitos produtos dessa linha possuem liquidez apenas no vencimento, acertada no momento da contratação – geralmente pode ser 1 mês até 5 anos).

      Um outro fator muito importante, que você precisar considerar, é a tendência de queda da taxa básica de juros.

      A medida que o governo for cortando a SELIC o rendimento do seu CDB (que é atrelado ao CDI) vai diminuindo junto!

      Isso pode minar os planos de ter um rendimento recorrente para manter o aluguel do seu novo apartamento e ainda ter uma sobra para continuar investindo. (veja mais sobre esse assunto no nosso outro post: http://blog.concordia.com.br/o-que-muda-nos-investimentos-com-queda-da-selic/)
      Nesse momento de mudanças da economia é preciso pensar um planejamento mais completo que envolva um mix de produtos (possivelmente incluindo Fundos Imobiliários e outros títulos privados).

      A nossa equipe de especialistas em investimentos pode entrar em contato com você para conhecer melhor as suas necessidades e criar um conjunto de sugestões que dê mais liquidez (com remunerações mensais) e até, possivelmente, mais rentabilidade que o seu atual CDB de 98% (que definitivamente não é uma boa rentabilidade para a quantidade do dinheiro aplicado), sem dúvidas é possível encontrar remunerações bem melhores do que essa com o mesmo nível de risco.

      Independente de falar com a nossa equipe ou não, parabéns pela forma como está lidando com seu patrimônio! Investi-lo dessa forma é o melhor caminho para manter a sua estabilidade e independência financeira.

      Continue acompanhando nossos conteúdos aqui no Blog da Concórdia, abraço!

      Responder
  3. Rodrigo

    Boa tarde! Tenho um apartamento no valor de 500 mil reais. Ele me rende 2400 mensais de aluguel. Seria mais vantajoso vender o imóvel e investir o dinheiro?

    Responder

    1. Boa tarde! Tenho um apartamento no valor de 500 mil reais. Ele me rende 2400 mensais de aluguel. Seria mais vantajoso vender o imóvel e investir o dinheiro?

      Resposta
      Boa tarde Rodrigo! Certamente os R$ 500 mil reais terão um rendimento superior aos R$ 2.400 mensais (que representam 0,48% de rentabilidade em relação ao valor do seu imóvel). É claro, que tudo dependerá do seu perfil como investidor (mais conservador ou mais arrojado em relação ao risco) e dependerá também da sua necessidade em relação à liquidez.

      Apenas a título comparativo: um dos Fundos Imobiliários (investimento voltado para investidores de perfil moderado) que disponibilizamos teve uma rentabilidade média nos últimos 12 meses de 0,8%, ou seja, se tivesse investido esses R$ 500 mil em dezembro de 2016, a rentabilidade média mensal teria sido em torno de R$ 4.000 ao longo de 2017.

      Um outro exemplo que podemos tratar é do nosso fundo de renda fixa Concórdia Extra, um investimento com um perfil muito mais conservador que o Fundo Imobiliário (como menos riscos de mercado), que ao longo desse ano obteve uma rentabilidade média mensal de 0,78% (cerca de R$ 3.022,50 mensais – descontando todas as taxas e o imposto de renda inicial de 22,5%).

      Esses são apenas dois exemplos ilustrativos de onde seria possível investir seu capital, há outras opções como ações, títulos públicos e privados entre outras. Para dizer exatamente qual a melhor opção para o seu caso precisamos conhecer mais sobre o seu perfil.

      Mas respondendo sua pergunta, de uma forma geral os investimentos tem a capacidade de superar o seu retorno atual com o imóvel.

      Quer bater um papo com a gente sobre e conhecer mais sobre as opções disponíveis? Você pode entrar em contato via chat online, clicando aqui, ou enviando um e-mail para atendimento@concordia.com.br.

      Vai ser um prazer te ajudar a tomar essa decisão,

      Um abraço!

      Responder
  4. Mariana

    Boa noite.
    Pretendo vender meu apartamento e aplicar o valor de 160.000,00 para obter uma renda fixa que seja suficiente para alugar outro apartamento com valor em média de 1.200,00 reais. Gostaria de saber se há possibilidades de rentabilidade que compense o meu gasto com o aluguel e que tenha maior retorno de rendimento com esta aplicação.

    Responder
  5. Ingrid

    Boa tarde, possuo uma quantia suficiente pra adquirir um imóvel. Compro um lata alugar ou aplico esse dinheiro e se aplicar, como ? Sou totalmente Leiga nessa assunto.

    Responder

    1. Olá Ingrid, tudo irá depender do seu perfil de investimento, objetivos pessoais no curto, médio e longo prazo. Em alguns casos comprar o imóvel pode ser uma opção, geralmente o investimento é relevante para quem busca formar capital ou rendimentos mensais.

      Só possível dizer qual o melhor caminho entendendo melhor o seu caso, estamos solicitando para um dos nossos especialistas entrarem em contato por e-mail com você para entender melhor quais são os seus objetivos.

      Boa sorte e continue acompanhando nossos conteúdos.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *